sábado, 9 de janeiro de 2010

81 ANOS: Conheça a Origem de Tintim


Neste domingo, 10 de janeiro, Tintim e Milu completam 81 anos de vida. As aventuras do repórter e seu cachorro foram criadas pelo belga Hergé, e publicadas pela primeira vez em 10 de janeiro de 1929. Mas você já se perguntou quais foram as inspirações (e motivações) do autor na concepção dos personagens? Se ainda não sabe, descubra agora algumas curiosidades envolvendo o nascimento de Tintim.

Desde cedo, Georges Prosper Remi, mais tarde conhecido mundialmente como Hergé, mostrou um grande talento para o desenho. Começou a trabalhar ainda jovem, aos 18 anos, no serviço de assinaturas jornal católico Le Vingtiéme Siècle - mas sua função estava longe do que desejava. Em pouco tempo, porém, foi promovido a editor-chefe de um novo suplemento infanto-juventil, Le Petit Vingtième. Nessa mesma época, Hergé criou o personagem Totor, um escoteiro chefe de patrulha, que teve suas aventuras publicadas entre 1925 e 1930.

Em 1928, segundo o crítico Pierre Sterckx, Hergé foi inspirado a criar algo novo. Através de jornais mexicanos enviados a Bruxelas pelo correspondente do XXème, ele descobriu as melhores HQs da época — Krazy Kat, Bringing up Father, The Katzenjammer Kids. Assim ficou marcado seu próximo passo: a criação uma HQ de verdade, e não mais um mero texto ilustrado.

Logo o desejo de Hergé se tornou possível. Naquele mesmo ano, o padre Norbert Wallez, diretor do jornal, encomendou ao jovem artista uma história que envolvesse um adolescente e seu cachorro. Como bom conservador que era, o clérigo queria transmitir valores católicos aos jovens leitores, e educá-los no culto da virtude e do espírito missionário.

Hergé aceitou o desafio e rapidamente pôs a ideia em prática, desenhando um menino de rosto redondo, com pontos no lugar dos olhos e nariz saliente. A vestimenta - uma calça de golfe quadriculada - foi concebida em razão do gosto pessoal do autor, que costumava utilizá-la com frequência. Para diferenciar seu personagem de outros tantos que já haviam, o criador inseriu um farto topete, que virou sua eterna marca. Ah, e claro, colocou do seu lado um cão de personalidade, Milu.

Numa carta enviada a um admirador, Hergé conta como foi o processo de criação das aventuras de Tintim: “A ‘ideia’ do personagem Tintim e do tipo de aventuras que ele viveria me ocorreu, creio, em cinco minutos, no momento de esboçar pela primeira vez a silhueta desse herói: isso quer dizer que ele não tinha habitado os meus verdes anos, nem mesmo em sonhos”. Mas faz uma ressalva: “É possível que eu me tenha imaginado, em criança, na pele de uma espécie de Tintim: nisso, mas apenas nisso, haveria uma cristalização de um sonho, sonho que é um pouco o de todas as crianças e não pertencia exclusivamente ao futuro Hergé”.

De acordo com o próprio artista, no documentário Tintin et moi, aquele novo personagem seria praticamente 'um irmão caçula de Totor', um jornalista, "mas sempre com a alma de um escoteiro".

Tintim começou com um desenho simples, mas com o tempo foi ganhando formas mais claras, e as cores ajudaram a dar vida ao seu fantástico mundo. O estilo de Hergé influenciou gerações de artistas europeus, que seguiram o padrão da linha clara na criação de suas "bandas desenhadas".

Tintim estrelou 23 aventuras completas, viajando da África à América, do Tibete à China, passando por países fictícios como a Bordúria e a Sildávia, explorando da Lua ao fundo do mar, e contracenando com personagens marcantes como Haddock, Girassol, Castafiore... Em sua primeira aventura, o repórter que raramente escreve um artigo é enviado à Russia Soviética. As inspirações, curiosidades e fatos que marcaram esta história serão publicados neste domingo, 10 de janeiro, numa postagem especial sobre o álbum Tintim no País dos Sovietes. Acompanhe!
Baseado em artigo do site Publico.pt.
Compartilhe:

8 comentários:

  1. OI, muito legal este blog,eu tenho quase todas as revistas das aventuras de tintim ja bem velhinhas,lia elas desde pequena.
    Gostaria de saber se alguem tem tb dessas revistas.

    ResponderExcluir
  2. ^^
    eu adorava o desenho
    dificilmente perdiaa um capitulo =/
    pena que acabo na tv cultura
    kkkkk mas certeza eu vo baixa os episodios de novo vale a pena

    ResponderExcluir
  3. Viva Tintim e Milu!! Tenho todos os álbuns e inclusive os de capa dura da década de setenta! Não sei porque até hoje, no "O Lótus azul" , o desenho de Tintin aparece como antigamente, com as feições dos personagens visivelmente arredondadas. Pode ser que seja pela data da edição, de 71...será? ou será pela edição portuguesa?

    ResponderExcluir
  4. desenho maravilho parabens

    ResponderExcluir
  5. Eu amo assiste e ler as aventuras de Tintim muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Gostar de um personagem tão antingo e legal como Tintim não tem nada de mais, mais tem uma coisa ruim: É difícil encontrar conteúdo digital dele. Já q ñ posso comprar as revistas nem DVDs da série, tenho q encontrar tudo grátis na web, mas é muito difícil... Até agora só achei duas revistas digitais e um episódio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor me diga o site!eu nunca encontrei nada!

      Excluir
    2. Não divulgam os links para downloads, porque a obra é protegida por direitos autorais e isso poderia comprometer o blog. Mas não é difícil encontrar material para baixar na internet.

      Desculpe não poder ajudar...

      Excluir

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT