sábado, 16 de maio de 2009

Dupond e Dupont - Gêmeos???

Eles se vestem igual, têm o mesmo pouco cabelo, a mesma personalidade, mas se diferenciam por um simples detalhe: o bigode.

Principalmente por esse motivo, Dupond e Dupont, os atrapalhados detetives das Aventuras de Tintim, são muitas vezes descritos como irmãos gêmeos. Mas existe um grupo que não acredita no parentesco dos policiais belgas, e procuram meios de provar - ou pelo menos ter certeza - que eles não são gêmeos. Pra piorar a situação, alguns usam como justificativa o fato de Hergé possivelmente ter se inspirado em seu pai e seu tio - gêmeos que sempre usavam roupas e chapéus parecidos - para criar os detetives.


Nesse texto, dividido em duas partes, vamos tentar esclarecer o assunto, e ver se acabamos de vez com a dúvida. Mas antes, conheça um pouco mais sobre esses personagens icônicos do universo criado por de Hergé.

A estreia dos personagens foi no álbum Os Charutos do Faraó (1934), onde apareceram com os pseudônimos X33 e X33 bis. A partir de então, Dupond e Dupont (ou Dupondt) - inicialmente membros da segurança belga, mais tarde parte da P.J. (Polícia Judicial) - passam a fazer constantes participações nas aventuras de Tintim, deixando de ser apenas personagens secundários para ganhar cada vez mais espaço, contribuindo bastante para o lado humorístico da série.

Características

Fisicamente, só uma coisa os distingue: a forma do bigode. Dupond tem o bigode com corte reto, penteado para baixo, enquanto Dupont tem as pontas do bigode enroladas, ligeiramente viradas para fora. Se não sabia como identificá-los, essa pode ser uma informação útil.

Eles são distraídos, o que lhes faz tomar tombos e tropeços à toda hora. Curiosamente, porém, sempre são chamados para missões especiais, apesar de sua incompetência bastante evidente - talvez por isso se consideram os melhores detetives do mundo. Mas essa pretensão só lhes faz ser ainda mais atrapalhados - e mal-sucedidos - em suas investigações, sendo que vez por outra chegam a conclusões precipitadas, perseguindo os inocentes. Exemplos disso acontecem em O Lótus Azul e A Ilha Negra, quando suspeitam de Tintm, e também em O Segredo do Licorne, quando os detetives acusam o capitão de ter assassinado um personagem - veja a imagem à direira.

É muito comum, em diversos álbuns de Tintim, ver os Dupondt em ação de uma forma que se acham especialistas: disfarçados. Na tentativa de se misturar com a multidão e passar despercebidos, os detetives investem em roupas e acessórios locais. Mas diferente do que esperam, a reação é diferente, e as vestimentas - geralmente roupas folclóricas da região, que ninguém usa no cotidiano - acabam chamando ainda mais a atenção daqueles que lhes rodeiam.

Cena de O Lótus Azul: Dupond e Dupont tentam passar despercebidos pela multidão na China. Mas parece que o disfarce não funcionou...
Outra marca registrada nos Dupondt é a linguagem, cheia de lapsos e pleonasmos. Quem não conhece a expressão "eu diria mais", tão comum no vocabulário "duponiano"? E expressões como "silêncio e boca fechada" são muito mais comuns do que se possa imaginar. Entre pérolas mais marcantes, esta é com certeza bastante citada: "Dizer que nós pisamos o solo da Lua onde a mão do homem jamais pôs o pé."

Curiosidades:

.: A estreia oficial aconteceu em Os Charutos do Faraó, mas o texto sugere que eles já conheciam Tintim. Na versão colorida de Tintim no Congo (1946), onde aparecem anonimamente, um deles dá a entender que não conhecia Tintim por nome, apenas pela reputação. Na versão original, em preto e branco, eles não estão presentes.

.: Dupond e Dupont permaneceram anônimos por diversas aventuras. Foi só em O Cetro de Ottokar (1938), que eles foram apresentados com o nome que conhecemos até hoje.

.: Em No País do Ouro Negro, os detetives engolem pílulas que lhes causam um efeito colateral: crescem longas barbas que mudam frequentemente cor. Apesar de aparecerem curados no final da aventura, o problema retorna em Explorando a Lua, causando enormes problemas quando as barbas ameaçam a preencher o espaço do foguete.

.: Dos 19 livros seguintes a Os Charutos do Faraó - sem contar o inacabado Tintin e a Alfa-Arte e a quadrinização do filme O Lago dos Tubarões - os Dupondt aparecem em 17. Apenas não figuram em Tintim no Tibete e Voo 714 para Sidney. Em alguns álbuns, porém, a participação é menor. Em A Estrela Misteriosa, por exemplo, sua aparição se limita a um único painel.

.: Além do pai e do tio de Hergé, outra inspiração para os personagens teria sido uma foto de dois detetives bem vestidos, de bigode e chapéu coco, n capa do Le miroir, edição de 2 de março de 1919.

.: O nome dos detetives inspirou uma banda pop britânica da década de 1980, a Thompson Twins.

.: Os detetives Dupondt fazem uma breve participação no álbum Asterix entre os Belgas, de 1979, último álbum de Uderzo & Goscinny. Em um quadrinho (à esquerda), eles aparecem vestindo roupas tradicionais belgas, e anunciam a chegada de Júlio César.

.: Simon Pegg e Nick Frost (Hott Fuzz e Todo Mundo Quase Morto) viverão os detetives na adaptação de Tintim para o cinema. O processo de animação já está em andamento, e novas filmagens foram marcadas para o meio do ano. A estreia está prevista para 2011.

Dupondt no mundo:

Os detetives são chamados, no Brasil, pelo seu nome original, idealizado por Hergé. Mas veja como outros povos traduziram os nomes Dupond e Dupont:

Africâner - Uys en Buys
Alemão - Schulze und Schultze
Árabe - سامر و تامر (Sāmir wa Tāmir/ Tik & Tak)
Basco - Dupond eta Dupont
Bengali - Johnson & Rohnson
Bressane (francoprovençal) - Dubeu pi Débeu
Chinês - 杜本和杜朋 (Dùběn hé Dùpéng)
Croata - Dipon e Dipon
Dinamarquês - Dupond og Dupont
Espanhol - Hernández y Fernández
Esperanto - Citserono & Tsicerono
Francês - Dupond et Dupont
Galês - Johns &Johnes
Grego - Ντυπόν Ντιπόν (Dupon e Dipon, ambos pronunciados "Dipon")
Hebraico - תומפסון ותומסון (Tompson ve Tomson)
Holandês - Jansen & Janssen
Indonésio - Dupond dan Dupont
Inglês - Thomson and Thompson
Islandês - Skapti og Skafti
Italiano - Dupond e Dupont
Japonês - デュポンとデュボン (Dubon to Dubon)
Latim - Clodius et Claudius
Persa - دوپونت و دوپونط (Douponte, Doupont )
Luxemburguês - Biwer a Biver
Neerlandês - Jansen en Janssen
Russo - Dupont & Dupant
Sueco - Dupond och Dupont
Tcheco - Kadlec a Tkadlec
Turco - Dupont ve Dupond

Fonte: Wikipedia, Bruno Porto.

P.S.: Não perca, na semana que vem, a continuação da matéria, com a resposta à pergunta: Dupond e Dupont são gêmeos?!

SAIBA MAIS SOBRE OUTROS PERSONAGENS DAS AVENTURAS DE TINTIM:
Milu, o fiel companheiro
Nestor, o mordomo de Moulinsart
Serafim Lampião, agente de seguros
Abdallah, o herdeiro de Khemed
Ben Kalish Ezab, o Emir
Compartilhe:

3 comentários:

  1. Muito bacana essa 1ª parte do especial sobre os Dupondt, que na minha opinião não são gêmeos...

    São personagens cativantes,assim como todos os outros criados por Hergé.

    De todas as expressões que eles usam a que eu mais gosto é "Eu diria mais", apesar de ser a mais simples.

    Agora é esperar a 2ª parte! Valeu Britto!

    ResponderExcluir
  2. Mais uma vez o blog está de parabéns!
    Dupond e Dupont, que pra mim também não são gêmeos, são os personagens mais engraçados de Hergé, junto com o capitão e o professor. Gosto muito deles, mesmo tão prepotentes e atrapalhados!

    Aguardo ansiosamente pela segunda parte!

    Abs!

    ResponderExcluir
  3. Com certeza eles são, porque tem a mesma cara, só mudam um pouco os bigodes.

    ResponderExcluir

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT