quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Versão original de Tintim no Congo ganha reedição inédita em cores

Como parte das comemorações dos 90 anos de Tintim, em 2019, a Moulinsart anunciou o lançamento da versão colorizada de uma das obras mais polêmicas de Hergé: Tintim no Congo.



A reedição do álbum será lançada apenas em formato digital e estará disponível a partir de 10 de janeiro de 2019, data do aniversário do personagem, somente no aplicativo Tintin, disponível na App Store (iOS) e na Play Store (Android).

É a primeira vez que a versão original da obra 1931 será publicada em cores. O álbum que estamos acostumados a ver em cores nas livrarias é uma edição totalmente revisada por Hergé em 1946. A história em preto-e-branco é ainda mais politicamente incorreta, trazendo cenas que mais tarde foram excluídas pelo próprio Hergé da versão "corrigida". No Brasil, o fac-símile do Tintim no Congo original foi publicado em 2016 pela Globo Livros.

Diferentemente da versão em cores de "Tintim no País dos Sovietes", que foi publicada pela Casterman no formato original, a reedição da aventura de Tintim na colônia belga na África será lançada diretamente pela Éditions Moulinsart.

De acordo com o site oficial, este será apenas um dos diversos eventos, lançamentos e surpresa que estão sendo preparados para comemorar os 90 anos da obra de Hergé.


Sobre o app Tintin: com publicações disponíveis em idioma como inglês, francês e espanhol, a proposta do aplicativo é oferecer todos os álbuns de Tintim. Nas versões em francês e neerlandês também estão disponíveis as obras estreladas por Quick e Flupke e Jo, Zette e Jocko. Ainda não há versão em língua portuguesa.
Compartilhe:

0 comentários.:

Postar um comentário

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT