domingo, 27 de setembro de 2015

Tintim, o eclipse e a Lua

Acontece neste domingo, 27 de setembro de 2015, um eclipse lunar total, que poderá ser visto do Brasil por volta das 23 horas. O fenômeno coincide com a superlua, momento em que o satélite natural da Terra se encontra em seu ponto mais próximo da do planeta, o Perigeu, ficando com um tamanho e brilho incomuns. Segundo os astrônomos, a coincidência só deve ocorrer novamente em 2033.

Quem acompanha as aventuras de Tintim sabe como o repórter é interessado em astronomia. Selecionei aqui três momentos que comprovam isso.

O primeiro deles acontece em "A Estrela Misteriosa", álbum publicado em 1942. A história já começa com um evento incomum: Tintim visualiza uma estrela cadente e, em seguida, percebe uma estrela a mais na constelação Ursa Maior. Intrigado, resolve entrar em contato com o Observatório, que realmente existe na cidade de Uccle, Bélgica. A seguir, fenômenos estranhos acontecem, como o aumento da suposta estrela e um calor de derreter asfalto. Tudo leva a crer que o fim do mundo está próximo, até que o misterioso astro cai no Ártico e Tintim, Milu e o Capitão Haddock passam a integrar uma expedição científica para encontrá-lo.

© Casterman/Moulisnart
Será que Tintim vive uma aventura mais astronômica do que essa? Claro que sim! Anos depois, nos álbuns "Rumo à Lua" (1953) e "Explorando a Lua" (1954), Tintim está envolvido na primeira viagem do homem ao satélite natural da Terra. No primeiro álbum, o Professor Girassol constrói um foguete atômico que é vítima de várias tentativas de sabotagem de uma organização inimiga. Na continuação, Tintim embarca ao lado de Milu, Haddock e do Professor e, mesmo com a interferência dos Dupondt e as trapalhadas da tripulação, consegue pisar em solo lunar. O enredo impressiona por acertar tantos detalhes que o homem só confirmaria anos depois, como a reação à gravidade zero e a presença de gelo na Lua.

© Casterman/Moulinsart

Vale mencionar também a ocasião em que Tintim presencia um eclipse. Prisioneiro dos Incas em "O Templo do Sol" (1949), o repórter procura uma saída para a execução até que encontra, por acaso, um recorte de jornal que fala sobre um eclipse solar que ocorreria exatamente no dia fatal. Usando a mesma tática de Cristóvão Colombo, que teria se aproveitado de um eclipse lunar para escapar dos nativos americanos que aprisionaram sua tripulação na época do Descobrimento, Tintim ameaça apagar o Sol caso ele e seus companheiros não sejam poupados. Adoradores de Pachacamac, o deus sol, os Incas se veem obrigados a libertar o rapaz, o Professor e o Capitão, que seriam queimados por ousarem invadir o Templo do Sol.
© Casterman/Moulinsart
Isso é o bastante para mostrar o quanto Tintim, ou melhor, Hergé, se interessava por astronomia. E as aventuras de Tintim estão cheias de outras curiosidades para todos os gostos. Vale a pena ler.

Compartilhe:

0 comentários.:

Postar um comentário

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT