quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Quick e Flupke: Álbum inédito de Hergé chega ao Brasil

A editora Globo Livros Graphics lança em novembro, no Brasil, o álbum em quadrinhos "As Diabruras de Quick e Flupke - vol. 1" (Les Exploits de Quick et Flupke - vol. 1), de Hergé. Criadas pelo pai de Tintim em 1930, as peripécias dos pequenos garotos de Bruxelas já foram publicadas em português como "Aventuras e Desventuras de Quim e Filipe", mas nunca por uma editora brasileira.

A edição nacional marca os 30 anos da morte de Hergé, e o segundo número está previsto para 2014. ATUALIZAÇÃO: Serão dois volumes com a coleção completa. Com formato um pouco menor que os álbuns de Tintim lançados pela Cia das Letras (aliás, é uma surpresa a editora não ter publicado o título), 21 x 28 cm, o volume de 184 páginas é vendido por R$ 39,90. Veja a capa abaixo:


:: Um pouco de história

Quick et Flupke fizeram sua estreia em 20 de janeiro de 1930 no mesmo jornalzinho que apresentou Tintim, o Le Petit Vingtième. Os personagens-título são dois travessos meninos de Bruxelas que vivem se envolvendo em situações engraçadas, criando invenções inusitadas e enlouquecendo os adultos - principalmente o Agente 15, um policial à lá dupond e Dupont que vive implicando com eles. Suas historinhas não passam de duas páginas, às vezes sem falas, mas sempre com gags relacionadas ao cotidiano dos moleques.

Ao longo de uma década, foram mais de 300 histórias publicadas. A primeira compilação das tiras de Quick e Flupke foi publicada originalmente em 5 livros entre 1930 e 1941, em preto e branco. Só mais tarde, com o fim da Segunda Guerra Mundial, as tirinhas foram coloridas e republicadas em 11 volumes, entre 1949 e 1969, tornando-se populares em outros países de língua francesa, além da Bélgica. Entre 1975 e 1982 foi editada uma nova coleção com as mesmas histórias, agora em seis volumes, com o título "Les Exploits de Quick et Flupke". Após a morte de Hergé, a série foi republicada pela Casterman em 12 volumes entre 1985 e 1991, fora da ordem cronológica e incluindo tiras não desenhadas pelo artista. Em Portugal, a Editorial Verbo publicou "Aventuras e Desventuras de Quim e Filipe" em 12 volumes.

:: Curiosidades:

:: Os nomes Quick e Flupke são o diminutivo dos nomes Patrick e Phillipe, respectivamente, no dialeto belga brabant.

:: Diz a lenda que, voltando ao trabalho depois de tirar férias, Hergé foi surpreendido por uma "pegadinha" dos colegas de redação, que, sem avisar, haviam anunciado publicamente que ele lançaria uma inédita série de quadrinhos. Com poucos dias para dar conta do recado, Hergé mesclou reminiscências infantis com influências do cinema e dos cartuns norte-americanos para dar vida a dois garotos às voltas com confusões nas ruas da Bruxelas dos anos 1930. Limitado ao espaço de duas páginas por semana, Hergé desenvolveu a partir dali narrativas cômicas que, além do primor da concisão, apresentam a atmosfera ternamente poética do universo das crianças.

:: A série já virou desenho animado nos anos  1980, e manteve o mesmo estilo rápido e nonsense dos quadrinhos. Confira a abertura abaixo.



Com informações da Wikipedia.
Compartilhe:

0 comentários.:

Postar um comentário

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT