segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Moulinsart aprova novo álbum de Tintim

Isso mesmo, mas vamos ter que esperar "um pouco" até ver a obra nas livrarias...

Em entrevista aos periódicos franceses Le Soir e Le Monde, o diretor da Moulinsart S.A., Nick Rodwell (na foto abaixo, à esquerda), anunciou que um novo álbum de Tintim seria altamente provável um dia. Mas não se empolgue, porque o lançamento só deverá ocorrer em 2052. Sim, você leu direito: 2052.


Como assim? - deve estar se perguntando. Acontece que a obra de Hergé cai em domínio público no ano de 2053, 70 anos após a morte do artista. "Hergé não queria que outras histórias fossem criadas depois dele, mas vamos ter uma nova, um ano antes de a obra cair em domínio público, para proteger os direitos", disse Rodwell, atual marido da viúva de Hergé. Ele explicou que uma data tão distante prolonga os direitos pela obra, e impede que Tintim seja usado "de qualquer maneira" no domínio público.

Sem entrar em maiores detalhes sobre a possível nova aventura, Nick Rodwell afirmou que a missão dos herdeiros de Hergé é "proteger e promover" seu trabalho. "Temos 40 anos para pensar nisso", concluiu.

80 anos na Casterman

O anúncio ocorreu durante a apresentação da nova parceria entre a Moulinsart e a Casterman, agora dirigida por Charlotte Gallimard (na foto acima, à direita). As duas corporações europeias se reúnem para a realização de projetos conjuntos, com a intenção de "valorizar e preservar a memória e a atualidade da obra de Hergé". A partir de janeiro de 2014, marcando os 80 anos desde a primeira publicação de Tintim pela Casterman, a editora francesa lança uma série de trabalhos inéditos dedicados Tintim e Hergé, começando pelo livro "Secrets des Cigares du pharaon" (Segredos de Os Charutos do Faraó), sobre a evolução do desenho nas diferentes versões do álbum.

Clique na imagem para ver o especial do Tintim por Tintim sobre "Os Charutos do Faraó".

Ainda em janeiro, a editora se tornará "parceira oficial" do Museu Hergé, por meio de um patrocínio de 50 mil euros por ano, durante três anos.

Filmes e desenhos animados

Segundo o site La Libre, enquanto Rodwel pensa em um novo álbum em quadrinhos, Benoît Mouchart, diretor editorial da Casterman, considera a possível "imaginar um romance". Mouchart também aprecia a ideia de spin-offs, séries derivadas sobre personagens como o Capitão Haddock ou 'Joana, João e o macaco Simão' (Jo, Zette e Jocko), uma possibilidade recebida sem muita empolgação por Rodwell, mais favorável a "um filme ou um desenho animado".
Compartilhe:

2 comentários:

  1. Henrique Tintinofilo21 de outubro de 2013 15:55

    Po, so vou completar minha coleçao quando tiver 54 anos ----' kkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Pelo menos agora tenho tempo de recomeçar minha coleção de Tintin , depois da primeira ser destruída por uma enchente .

    ResponderExcluir

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT