sábado, 18 de maio de 2013

Dez desenhos inéditos de Hergé

Coincidentemente, enquanto realizava uma pesquisa sobre a coleção "Pop-Hop", descobri que alguns originais estarão à mostra em uma exposição na Europa, que inclui 10 desenhos de Hergé considerados inéditos, feitos na década de 1970 para a série, mas nunca publicados pela Hallmark.

Nos dias 18 e 19 de maio, das 10h30 às 14h00, em Bruxelas, a livraria Jeu de Bulles apresentá 10 desenhos inéditos criados por Hergé para a série Pop-Hop. A exposição temporária "Pop up" marca a inauguração de um espaço sobre quadrinhos na capital belga - localizado em frente ao Mercado de Pulgas de Bruxelas - e, entre outros itens, apresentará um desenho original em cores de Hergé (imagem acima) e nove ilustrações em preto e branco dos filmes de impressão da época - já que os originais desapareceram. Entre as cenas está uma visita especial - de mais de duas páginas - ao laboratório do Prof. Girassol, produzida para "O Tesouro de Rackham, o Terrível". Três outros desenhos coloridos (clique nas imagens abaixo para ampliá-las) serão apresentados em 8 de junho, em um leilão realizado pela Artcurial.


Clique aqui para ver o soberbo catálogo de itens a ser leiloados; veja mais algumas imagens abaixo (que não fazem parte das inéditas).



:: Um pouco de História: Depois dos primeiros títulos da série Pop-Hop, Hergé continuava interessado em melhorar a qualidade dos álbuns. Em parceria com Byron McKeown, novo diretor criativo da distribuidora, Hergé conseguiu um avanço considerável. Os dois desenvolveram uma amizade tão achegada que, em visita aos Estados Unidos em 1971, o cartunista conheceu a família de McKeown e, a partir daquele ano, incluiu o americano na lista de pessoas que receberiam os cartões especiais dos Studios Hergé, além de lhe enviar alguns álbuns autografados (em inglês). Anos depois, Hergé soube através do amigo que ele ainda possuía uma série aquarelas originais - nunca antes publicadas. Agora elas estão novamente na França, de onde serão apresentadas ao mundo através de um leilão da Artcurial.

Segundo Byron McKeown, vários desenhos eram, de fato, rejeitados pela Hallmark, não por razões de qualidade, mas apenas porque o modelo dos álbuns animados passava por mudanças frequentes até chegar ao resultado final. Como o número de páginas era muito limitado e as histórias um pouco longas, alguns cortes eram inevitáveis. Os desenhos originais desapareceram, exceto aqueles que foram conservados pelo amigo americano de Hergé. 
Compartilhe:

0 comentários.:

Postar um comentário

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT