sábado, 8 de outubro de 2011

Cia das Letras lança álbum duplo de Tintim


A editora Cia das Letras anuncia o lançamento de uma edição especial da série "As Aventuras de Tintim". Depois de ter publicado todos os álbuns originais da série, incluindo os inéditos "No País dos Sovietes" e "Tintim e a Alfa-Arte", a empresa brasileira lança em novembro, através do selo Quadrinhos na Cia, os álbuns "O Segredo do Licorne" e "O Tesouro de Rackham, O Terrível" em volume único.


Com tradução de Eduardo Brandão, o livro de 128 páginas terá o mesmo formato dos álbuns tradicionais (22 x 29,5 cm), com exceção da lombada (1,0 cm). A tiragem é de 10 mil exemplares, que terão preço sugerido de R$ 43,00, cada - um valor muito em conta, considerando que cada álbum foi lançado por cerca de R$ 36,00 a unidade. O lançamento está previsto para 3 de novembro de 2011.

Confira o release oficial: 

Enquanto aguardam a chegada do filme As Aventuras de Tintim, os fãs do herói dos quadrinhos já podem se deliciar com a edição especial dupla dos episódios que inspiraram a trama. Na história, levada ao cinema pelo diretor Steven Spielberg e pelo produtor Peter Jackson, não faltam piratas, navios, tesouros e grandes emoções. Sempre com o cachorro Milu ao seu lado e a ajuda dos detetives Dupond e Dupont, Tintim vai tentar descobrir o mistério que envolve as réplicas em miniatura do Licorne, o misterioso navio do cavaleiro de Hadoque.

Dois casos intrigantes enfrentados por Tintim chegam reunidos neste volume especial. Em O Segredo do Licorne, Tintim compra para o amigo Haddock o modelo de um galeão antigo, que, por coincidência, é a réplica do navio de um antepassado do capitão, o cavaleiro de Hadoque. O modelo é roubado, e logo depois a casa de Tintim é toda revirada. O que os assaltantes procuravam?  Por sua vez, o capitão acha no sótão de casa as memórias do cavaleiro. Nelas, ele narra seu encontro no Caribe com o pirata Rackham, o Terrível, que o captura com seu navio, para o qual transfere os tesouros que havia pilhado. O cavaleiro consegue escapar e afunda o Licorne com todo o tesouro a bordo. Hadoque divide o mapa com a localização do naufrágio em três partes, que esconde em réplicas do navio. Muitos anos depois, Tintim e seus amigos decidem buscar as partes do mapa, sabendo que para isso terão de driblar uma quadrilha perigosa.

Em O Tesouro de Rackham, o Terrível, Tintim e o capitão Haddock, já de posse das três partes do mapa com a localização do naufrágio da embarcação de Rackham, partem em busca dos destroços do Licorne. Junta-se a eles o extravagante professor Girassol, que se tornará um companheiro constante dos nossos heróis. Um invento do professor ajudará muito nas buscas: um minissubmarino com formato de tubarão. Depois de desembarcarem numa ilha deserta, onde encontram vários indícios da passagem do cavaleiro de Hadoque, finalmente descobrem o Licorne no fundo do mar. No navio, acham um pequeno cofre. O que haveria ali dentro? Será que o tesouro se limitava somente ao conteúdo do cofre? Essas perguntas são respondidas na segunda parte da aventura.

Hergé (Georges Prosper Remi) nasceu na Bélgica, em 1907. Ex-escoteiro, deu a Tintim agilidade e astúcia, e seus livros, publicados em dezenas de países, se tornaram sinônimo de narrativas bem construídas, amparadas por extensa pesquisa. Morreu em 1983. A Companhia das Letras publicou os 24 episódios da série As Aventuras de Tintim. Mais informações sobre Tintim no site www.tintin.com (em inglês).

:: Nota: O álbum O Caranguejo das Pinças de Ouro (conforme tradução brasileira), que também faz parte do roteiro do filme, não foi incluído no volume porque, segundo informado pela produtora à editora francesa Casterman, a história se baseia principalmente nos dois álbuns acima, contando com apenas algumas pinceladas de 'Caranguejo'.
Compartilhe:

6 comentários:

  1. Gostei dessa noticia de "O Segredo do Licorne" e "O Tesouro de Rackham, O Terrível" estarem num volume único, e espero que isso aconteça também com "As 7 Bolas de Cristal" e "O Templo do Sol" e os álbuns na Lua!

    ResponderExcluir
  2. Isso só deve acontecer no caso desses álbuns serem adaptados também. A menos que o lançamento faça tanto sucesso que a editora decida inovar...

    ResponderExcluir
  3. mano o certo não é tintiN ?.... com N? ... no seu titulo tah tintiM ...

    ResponderExcluir
  4. Bidula, Tintin com "N" é a versão original, mas em português do Brasil sempre foi Tintim com "M".

    ResponderExcluir
  5. «algumas pinceladas de 'Caranguejo'»
    ignorantes

    ResponderExcluir

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT