domingo, 12 de junho de 2011

Além de Tintim: 30 anos de Indiana Jones

No dia 12 de junho de 1981, estreava nos cinemas norte-americanos um filme que viria a se tornar um clássico, "Os Caçadores da Arca Perdida" (Raiders of the Lost Ark). A aventura, que seguia o estilo das séries exibidas nas antigas matinês e teve inspiração em "007", apresentou um personagem que entrou para a história e pintou no imaginário popular a figura do arqueólogo aventureiro: Indiana Jones. Dirigido por Steven Spielberg e produzido por George Lucas, o filme estrelado por Harrison Ford (até então conhecido pelo papel em "Star Wars", Han Solo), fez mais sucesso do que o esperado, arrecadando 384 milhões de dólares no mundo todo.

A aceitação do público levou os produtores a investir numa trilogia, composta dos sucessos de crítica e bilheteria "O Templo da Perdição" (The Temple of Doom, 1984) e "A Última Cruzada" (The Last Crusade, 1989). Desde então, os cineastas estudavam trazer o arqueólogo de volta às telonas, o que finalmente aconteceu em 2008, com o longa "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal" (Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull). Foi a oportunidade para os fãs mais novos, como eu, realizar o sonho de ver Indy se aventurando novamente nos cinemas.

Uma das cenas mais clássicas da série aparece em "Os Caçadores da Arca Perdida".

Steven Spielberg e George Lucas ainda planejam trazer Indiana Jones de volta ao cinema. Lucas inclusive já estaria trabalhando numa ideia para o filme, que deve novamente contar com a participação de Shia LaBeouf, intérprete de Mutt Williams, o filho de Indiana com Marion Ravenwood (Karen Allen), no último filme. O desejo de Harrison Ford - que quase perdeu o papel para Tom Selleck - é que o personagem-título da lendária franquia morra e passe o chapéu e o chicote para o filho, que herdaria o papel do aventureiro em novos filmes. Vamos ver se este será o final de um dos maiores símbolos do cinema do século 20. Eu espero que não...

George Lucas, Harrison Ford e Steven Spielberg em 2008.

:: Em tempo: Spielberg conheceu Tintim graças a uma crítico francês, que comparava o estilo de Indiana ao das aventuras criadas por Hergé. Como não sabia do que se tratava, o cineasta logo tratou de conhecer a obra e, mesmo não possuindo os livros em seu idioma, ficou fascinado com a narrativa e o desenho dos álbuns. Em 1983, o diretor se encontrou com Hergé, que achava ter encontrado o único cineasta capaz de transportar sua obra para o cinema. Infelizmente o criador de Tintim faleceu antes de fechar um acordo com Spielberg, mas o desejo de levar Tintim para as telonas não diminuiu, e o diretor foi detentor dos direitos de adaptação da obra por anos, até finalmente encontrar a tecnologia que julga adequada e começar a produzir o "Tintim" que estamos esperando.

Cena do jogo de Tintim (que não está nos álbuns) faz clara referência a "Indiana Jones e a Última Cruzada".

Assistindo aos filmes de Indiana Jones realmente encontramos muitas semelhanças com os álbuns de Tintim. Agora, com a chegada do repórter ao cinema, parece que as coisas se invertem, e podemos estar perto de ver a criação de Hergé reverenciando um dos marcos da carreira de Spielberg. A imagem acima pode ser só um exemplo disso...
Compartilhe:

5 comentários:

  1. òtima postagem Britto. Indy foi um marco do cinema queisera eu ter nascido antes e estar num cinema na época. O tempo passa...
    por acaso será a próxima sessão do Cine Rodrigo. Passe lá. Abs.
    Rodrigo

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente eles não fizeram as continuações logo. Realmente era divertido.
    Quanto ao comentário do Rodrigo... Ai, meu Deus! Eu vi no cinema...

    ResponderExcluir
  3. Sério que você viu no cinema? Que inveja! *_*

    ResponderExcluir
  4. Lembrei de um episódio do Chapolim com umas pedras, hauhauhaua
    Lucas - www.portalcascudeando.blog.com

    ResponderExcluir
  5. A prova que a saga do Indiana Jones é um fenômeno é que agrada a cada nova geração...
    e eu não vi no cinema buá buá... hehehe

    ResponderExcluir

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT