quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Pastiches e Piratas: Tintim, Repórter Freelance

Une Aventure de Tintin Reporter Pigiste au XXe Siécle é o título de uma breve história em quadrinhos baseada no personagem de Hergé, publicada originalmente em 1992. Desenhada por Yves Rodier, criador do pastiche Tintim e a Alfa-Arte, a pequena aventura foi baseada em um roteiro proposto na edição 1027 da revista Spirou (concorrente da revista Tintin), datada de 19 de dezembro de 1957.


O enredo se desenrola imediatamente antes da aventura de "Tintim no País dos Sovietes", primeiro álbum da série, e revela como o garoto se tornou repórter do jornal Le Vingtième Siécle - periódico belga onde suas aventuras eram publicadas semanalmente. Dividida em seis partes de meia página cada, a história foi usada por Rodier durante um concurso organizado por um fanzine. Mas o talentoso desenhista canadense foi desclassificado, por utilizar um personagem já existente.


Uma Aventura de Tintim, Repórter Freelance do Le Vingtième Siécle (em livre tradução) foi publicada originalmente na revista "Tintin et les Faussaires", e chega pela primeira vez em português através do Fórum Tintim por Tintim. Para conhecer este que é praticamente um prólogo das aventuras de Tintim, visite o tópico correspondente no sub-fórum Pastiches e Piratas, onde está sendo postada uma versão totalmente recolorida.
Compartilhe:

9 comentários:

  1. Tenho de admitir que Yves Rodier consegue desenhar tão bem quanto Hergé (no "Tintim e a Alfa-Arte" não fiquei tão supreendido mas este novo albúm parece ser bem melhor!) Apenas pergunto: como Yves Rodier conseguiu ter direitos na publicação de aventuras de Tintim? Sempre soube que Hergé antes de morrer proibiu que outros artistas fizessem livros de Tintim, por isso é que Bob de Moor não pode acabar Tintim e a Alfa-Arte (infelizmente!)

    ResponderExcluir
  2. Fred, Yves Rodier não conseguiu os direitos de publicação, por isso sua obra é considerada pastiche, ou pirata. A publicação desta aventura, assim como de "Tintim e a Alfa-Arte", não foi oficial.

    ResponderExcluir
  3. É uma pena que a última aventura do Tintim ficou incompleta. Sei que era o desejo do Hergé, mas então deveriam ter finalizado a obra ou simplesmente não mostrá-la ao público. É verdade que a versão do Rodier quase tornou a oficial?

    ResponderExcluir
  4. Sim, Marcela. Mais detalhes sobre isso você pode ver no especial "A Evolução da Alfa-Arte", disponível no link: http://www.tintimportintim.com/search/label/a%20evolu%C3%A7%C3%A3o%20da%20alfa-arte

    ResponderExcluir
  5. Britto, então nesse caso Yves Rodier deve estar cheio de problemas...

    ResponderExcluir
  6. Até que não, Fred. Esses pastiches foram produzidos há cerca de 20 anos. Hoje em dia Rodier já tem sua carreira independente de Tintim e no início de 2011 lançará sua nova série, da qual já falamos aqui: http://www.tintimportintim.com/2010/08/entrevista-yves-rodier-herdeiro.html

    ResponderExcluir
  7. "Até que não" significa que Yves Rodier tem problemas ou não? :P fiquei na dúvida com o sentido da espressão...

    ResponderExcluir
  8. "Até que não", significa que não. Pelo menos não hoje em dia, entende?

    ResponderExcluir
  9. ah ok obrigado, ja entendi, pensava que era sarcasmo ou algo do genero..

    Mas ainda nao percebi como ele não tem problemas, é muito estranho..

    ResponderExcluir

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT