sábado, 13 de novembro de 2010

OmeleTV discute: "Tintim: o que esperar da adaptação para os cinemas?"

O programa OmeleTV, do site de cinema Omelete, teve sua nova edição disponibilizada nesta sexta, 12 de novembro, com o tema Tintim: o que esperar da adaptação para os cinemas?. Entre outros assuntos, o programa, comandado por Erico Borgo, Carina Toledo, Marcelo Hessel e Marcelo Forlani, falou sobre as primeiras imagens do filme, sobre a tecnologia utilizada no longa e também sobre a incógnita da recepção do filme pelo público, no final de 2011. No vídeo abaixo você confere a parte do programa que mais nos interessa:


Segundo Érico Borgo, a notícia sobre as primeiras imagens de 'Tintim e o Segredo do Licorne' foi a mais lida e comentada da semana. O editor do site traz alguns questionamentos sobre a aceitação do filme pelo público, alegando que Spielberg escolheu uma tecnologia que o mercado ainda não aceitou bem. Borgo não poupa as comaparações com o trabalho de Robert Zemeckis, principalmente pelos baixos números arrecadados por seus três filmes em motion-capture, "O Expresso Polar" (The Polar Express), "A Lenda de Bewoulf (Bewoulf) e "Os Fantasmas de Scrooge" (A Christmas Carol). Olhando por este ângulo, parece assustador, e a desconfiança aumenta quando somos lembrados da falência da ImageWorks Digital, empresa de Zemeckis especializada em captura de movimentos, que será fechada após a finalização de "Mars Needs Moms!", distribuído pela Disney em 2011.

Mas o editor do Omelete é muito pragmático em suas concepções, tanto que para cada ideia vencida vem com outra pior. Por exemplo: Marcelo Forlani, membro da equipe, lembra que, diferente dos fracassos de Zemeckis, quem cuida da produção de Tintim é a Weta Digital, empresa de Peter Jackson responsável por "Avatar "e "O Senhor dos Anéis". Apesar de saber que estes foram enormes sucessos de bilheteria, Borgo já vem com outro problema: a direção de Steven Spielberg. Como assim? Ele usa a atual posição do cineasta no ranking dos diretores mais lucrativos do cinema (atrás de James Cameron, George Lucas, Christopher Nolan e até Peter Jackson) para defender um possível fracasso de Tintim, alegando também que seus últimos filmes não atraíram tanto público como esperado. Soma-se a isso o fato de a obra de Hergé não ter potencial no mercado americano. 'Mas Tintim se vende no resto do mundo', defende Marcelo Hessel. 'Mesmo assim a aposta é arriscada pela tecnologia, pelo tema...', rebate Borgo, que no final do bloco diz torcer pelo sucesso do primeiro filme, para que venham os outros dois...

:: Detalhe interessante citado por Marcelo Forlani: a infantilização de Tintim reflete uma característica clássica de Spielberg, que gosta de usar crianças em papéis centrais.

:: O que achou do programa e das opiniões dos apresentadores? Comente na página do vídeo no YouTube, no próprio Omelete, e claro, não deixe de mostrar sua voz aqui no blog.

:: P.S.: O Omelete utilizou a imagem do banner do TPT para ilustrar o anúncio de seu programa. Clique aqui e compare. EDIT: O site reconheceu o ato e ainda elogiou o blog. Veja a postagem no Twitter: @omelete.
Compartilhe:

3 comentários:

  1. Muito bom o vídeo, mesmo com Érico Borgo querendo falar mais que todo mundo...

    A produção é mesmo arriscada, mas com todos os fãs e admiradores que Tintim tem ao redor do mundo vai ser sucesso absoluto. É claro que algumas coisas realmente causam muitas suspeitas e desconfianças, afinal, ainda não sabemos muita coisa sobre os rumos que Spielberg e Jackson decidiram tomar, mas acredito que tudo no final vai ser bem satisfatório. Torcendo por isso.

    Não tinha pensado nessa tendência do Spielberg de usar crianças nos papéis principais... Agora deu para entender um pouco mais o porquê da infantilização visual de Tintim.

    ResponderExcluir
  2. Adoro TinTim desde moleque.

    A margem de erro para esta adaptação é ZERO. Com Spielberg e Jackson na liderança. Tudo bem que ambos ja fizeram eminentes fracassos de bilheteria (Guerra Dos Mundos e Um Olhar Do Paraíso), mas isso não significa que aqui fracassem. Porém de fato é um risco de aceitação para o público e creio que dificilmente será assim para os fãns.

    Abs.
    Rodrigo

    ResponderExcluir
  3. Não gostei das imagens, nem dos comentarios...
    A ênfase está muito pragmática, "se vai emplacar no mercado americano", "o nome de Spielberg", números etc.
    Cadê os comentários artísticos? Isto vem antes, e é o que está faltando.

    Spielberg teria feito um excelente Tintim nos anos 80, com atores, e filmado exatamente como em "Indiana Jones e o Templo da Perdição".
    Hoje, Spielberg não sabe nem fazer outro Indiana, ainda mais Tintim com esse lobby da computação gráfica. Esse Haddock está horroroso.

    Tantas opções melhores. Pode fazer igual às esculturas, mas com iluminação realista; ou com atores, mas com direção de arte igual à HQ (como no filme Dick Tracy). Tantos caminhos...

    Lamento muito, temo pelo pior, queria muito que desse certo.

    abraços
    spacca

    ResponderExcluir

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT