segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Franceses se revoltam com propaganda do McDonald's

Uma recente campanha da rede de fast-foods McDonald's chamou atenção no mundo inteiro. Realizada pela agência de publicidade RSCG, a campanha "Venha como você for" é alvo de duras críticas por parte de um bom número de franceses. Tudo isso porque a rede usou o clássico personagem Asterix com garoto-propaganda. O herói dos quadrinhos pode ser visto em um outdoor, ao lado de seus amigos gauleses, fazendo seu tradicional banquete de comemoração em uma lanchonete - uma típica cena dos álbuns, incluindo a presença do bardo Chatotorix do lado de fora, amarrado a uma árvore ao lado de fora. Asterix e Obelix não são os únicos astros da nova campanha do McDonald's. Outros outdoors mostram Cinderela chegando ao drive-thru do em uma abóbora, além de um personagem com a máscara do filme Pânico comendo um Big Mac.


Mas por quê tanta birra? Para os franceses, Asterix e Obelix, personagens criados em 1959, são um símbolo da resistência francesa. Já o McDonald's é tido como uma ameaça à cultura e culinária francesas. A rede de lanchonetes já foi alvo da fúria nacionalista quando, em 1999, manifestantes contra a globalização destruíram um dos restaurantes no sudoeste da França e despejaram o entulho do lado de fora da prefeitura da cidade. Mesmo assim, em 2001, a empresa norte-americana insistiu, e contratou o personagem de Goscinny e Uderzo para substituir Ronald McDonald em sua campanha de marketing, na época de lançamento do filme "Asterix e Cleópatra".

Em um artigo para o jornal francês Le Figaro, o jornalista Olivier Delcroix compara a atitude dos gauleses (como eram chamados os franceses no passado) nas aventuras de Asterix com a representada nos outdoors: "Asterix, o último dos nossos heróis nacionais, irredutível gaulês resistente aos inimigos graças à poção mágica e humor, seria seduzido por Big Mac e Coca-Cola, abandonando a cerveja e o javali?"
Entre as dezenas de comentários em revolta à propaganda do McDonald's (que deve estar 'amando muito tudo isso'), há alguns que questionam quais serão as próximas "vítimas do capitalismo norte-americano", e citam algumas criações franco-belgas, como Milu, Tintim e o Capitão Haddock... Não quero nem imaginar a recepção dos franceses às centenas de produtos que positivamente serão lançados em função da trilogia de Tintim!

Com informações da agência Reuters.
Compartilhe:

3 comentários:

  1. Se serve de consolo pros franceses, pelo menos nesse cartaz não tem ninguém comendo.

    ResponderExcluir
  2. Que coisa... Sinceramente, acho que os franceses tem uma certa parcela de razão nisso tudo, pois o capitalismo norte-americano quer colocar suas garras em tudo e todos. É necessário proteger os símbolos de cada nação, mas é claro, com civilidade e tranquilidade.

    Agora falei que nem um diplomata...

    Abraço!

    P.S.: Acessei o blog durante toda esta semana, mas não tive tempo para comentar. Hoje vou deixar a minha opinião em todos os posts que já li. :)

    ResponderExcluir
  3. gostei desse blog fui fã do tin tin quando era pequena, via quando passava na cultura e depois vi uns filmes que passaram no CN, bons tempos!!!! Tin tin era tão bom tipo era inteligente e ao mesmo tempo muito intrigante devia ter mais prestígio mas.... vez por outra vejo na livraria os livros do tin tin é bom ver que ele ainda tem algum espaço no BR!

    ResponderExcluir

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT