quinta-feira, 22 de abril de 2010

Tintim chega à Índia - e falando fluentemente...


Os indianos agora podem comemorar: depois de serem traduzidas para mais de 60 idiomas, As Aventuras de Tintim finalmente serão publicadas em hindi, com lançamento marcado já para o mês que vem. Para marcar o evento, está sendo planejada a "presença física" de Tintim e Milu - representados, é claro, por um ator caracterizado e um cachorro, bem à maneira dos tempos do Le Vingtième Sciècle.

Quem confirma a notícia é Ajay Mago, editor e CEO da Om Books International, editora que obteve os direitos autorais da versão em hindi de Tintim. Ele explica também que há cinco anos tenta negociar os direitos de Tintim com a Casterman, editora oficial da série. "Mas foi só depois de três anos, no início de 2008, que eles aceitaram, e desde então estou trabalhando na tradução", conta.

"Certamente foi uma tarefa difícil devido à grande e inerente diferença entre as culturas, sociedade, linguagem e sensibilidades", explica Mago. "As piadas praticamente não podem ser traduzidas, pois as frases e algumas referências podem ser comuns na Europa, mas não são conhecidas pelos nossos leitores. Assim, enquanto a narrativa básica permanece inalterada, eu tento usar uma piada ou expressão similar onde for necessário, se disponível em hindi, ou modifico, para a compreensão dos leitores indianos", explica Mago.

Assim, mantendo a sensibilidade do leitor em mente, alguns nomes de personagens foram alterados. Segundo Mago, depois de muita pesquisa, Madame Bianca Castafiore foi rebatizada como Malika Bianca Castafiore. Milu será chamado de Natkhat, e os detetives Dupond e Dupont ficarão conhecidos como Santu e Bantu. Os insultos do Capitão Haddock foram afetados, passando de e expressões como "com mil milhões de raios e trovões" para "karodo karod kasmasate kaale kacchuve" e "dus hazaar tadtadate toofan".

Os primeiros títulos lançados em maio serão: Samrat Ottokar Ka Raajdand (O Cetro de Ottokar), Neel Kamal (O Lótus Azul), Tuta Hua Kaan (O Ídolo Roubado), Kala Dweep (A Ilha Negra), Misrh Samrat ke Cigar (Os Charutos do Faraó), Tintin Congo Main (Tintim no Congo), Tintim América Main (Tintim na América) e Sunhare Panjon Wala Kekada (O Caranguejo das Tenazes de Ouro).

Os demais álbuns serão lançados dentro de um ano. Dependendo do desempenho da coleção em hindi, a Om pretende lançar os álbuns de Tintim em outros idiomas regionais da Índia.

Com informações do India Journal.
Compartilhe:

3 comentários:

  1. Fala Britto... Blz?

    Ontem depois da nossa conversa fiquei curioso com as Aventuras de Tintim... Tô aqui averiguando... reree

    Bom fim de semana!
    Brunno

    ResponderExcluir
  2. Eu achava que "As Aventuras de Tintim" já haviam chegado à Índia há um bom tempo... Muito bacana essas curiosidades da adaptação para o contexto indiano. Realmente algumas tiradas não devem ser bem compreendidas num país tão diferente e desta forma precisam ser modificadas.

    Valeu, Britto!

    ResponderExcluir
  3. Na verdade, Júnior, Tintim já é conhecido na Índia, mas pelas versões estrangeiras - acredito que principalmente pelos álbuns em inglês. Esta é a primeira vez que as histórias são traduzidas para a língua oficial do país.

    ResponderExcluir

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT