sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Andreas Deja questiona técnica utilizada em 'Tintim'


Na última segunda-feira, 25, em Londres, Andreas Deja se reuniu com a imprensa internacional para discutir o seu trabalho na nova produção da Disney, "A Princesa e o Sapo". O filme marca o renascimento da animação tradicional, feita a lápis, técnica consagrada pelo estúdio nas décadas passadas. Deja contou que como se sentiu ao saber que John Lasseter, fundador da Pixar e novo chefe da Disney, estava decidido a impulsionar o setor de animação 2D. "Eu dançava na sala de reunião", disse ele, justificando: "Eu poderia me dedicar ao trabalho que tanto amo".

Após a entrevista, Andreas Deja e o jornalista Hugues Dayez, do site belga RTBF, passaram a falar sobre quadrinhos belgas. Quando o jornalista se referiu à figura de Tintim, o experiente animador não escondeu seu desprezo ao projeto cinematográfico de Steven Spielberg. Dayez comentou que "este é um projeto estranho, porque o desenho de Hergé é um desenho em 2D, sem nenhum relevo". "Exatamente!" - respondeu Andreas Deja enfaticamente. "Não existe mais 2D do que Tintim!".
"Por favor, não podemos parar o filme 'Tintin', de Steven Spielberg e Peter Jackson, produzido em 'motion capture' e animação computadorizada?" - provoca o animador da Disney.

Antes de descartar as palavras de Andreas Deja, é bom considerar o seu histórico profissional. Apesar de ser pouco conhecido do grande público, aos 52 anos, Deja é uma figura-chave nos estúdios Disney: chefe de animação, ele criou vilões memoráveis, como Scar ("O Rei Leão") e Jafar ("Aladdin").

Esta é a primeira vez que um animador hollywoodiano critica publicamente o projeto de Spielberg e Jackson como absurdo, graficamente falando: para ele, adicionar profundidade a "Tintim" é desvirtuar seu universo, criado por Hergé através de desenhos completamente planos. Se a opinião de Andreas Deja é válida ou não, só saberemos no final de 2011, quando chega às telas do cinema o longa "O Segredo do Licorne".
Compartilhe:

Um comentário:

Fique à vontade para soltar o verbo, marujo!

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT