COLEÇÃO DE FIGURAS DE TINTIM FINALMENTE NO BRASIL

Todos os detalhes do lançamento da Planeta DeAgostini

ÁLBUNS DE TINTIM EM PRETO-E-BRANCO CHEGAM AO BRASIL

Globo Livros lança réplicas das versões originais de Tintim

ESCUTE AQUI!

Série inédita baseada em "O Lótus Azul" é transmitida no rádio

PELA PRIMEIRA VEZ EM CORES

Veja a capa da nova edição de "No País dos Sovietes"

AS ATADURAS DE TINTIN

Infográfico reúne todas as pancadas que Tintim já levou

TPT ENTREVISTA ISAAC BARDAVID

Assista o bate-papo com o dublador do Capitão Haddock

TPT ENTREVISTA O PRIMEIRO TINTIM DO CINEMA

Jean-Pierre Talbot fala tudo sobre os únicos filmes de Tintim com atores reais

70 ANOS DO JOURNAL TINTIN

Publicações e eventos marcam o aniversário da revista

TPT ENTREVISTA O DUBLADOR DE TINTIM

Oberdan Jr conversa com o blog em vídeo de duas partes. Confira!

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Simon Pegg confirma convite de Spielberg

De acordo com informações do Omelete, o ator Simon Pegg (Todo Mundo Quase Morto), em entrevista ao Sunday Times, confirmou a possibilidade de participar, junto com o parceiro Nick Frost (Hot Fuzz), da adaptação de Tintim para as telonas.

Segundo ele, o convite partiu do próprio diretor, Steven Spielberg: "Ele estava fumando um cigarro, de boné na cabeça, como sempre esteve desde quando eu era um bebê. Apertei a mão dele e conversamos sobre filmes. Ele me deu na mão a câmera de captura de movimentos para eu brincar, e então disse que eu e Nick Frost poderíamos fazer os gêmeos Thompson. Em Tintim. Um filme de Spielberg. Trabalhar com essa cara é muito além...", completa Pegg, sem palavras.

Thompson (e Thomson) são os nomes adaptados para o inglês dos atrapalhados detetives Dupont e Dupond, como se especulava. Há o convite, portanto, então vamos aguardar a confirmação.

>> Como já disse aqui antes, não conheço o trabalho da dupla, mas se chamaram a atenção de Spielberg, é porque devem ser bons. A unica coisa que tenho medo é de mudarem alguma característica dos personagens, de personalidade ou física...

P.S.: Não param de chamar Dupond e Dupont de gêmeos! :(
Compartilhe:

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Ótima notícia: Paramount financiará Tintim!!!

Segundo o Universo HQ, a Paramount Pictures confirmou que vai financiar sozinha os filmes do Tintim que serão dirigidos por Steven Spielberg e Peter Jackson, depois que a Universal, outrora parceira nesse projeto, anunciou sua desistência.

Além disso, a Viacom também está interessada em financiar o projeto na íntegra.

Com a economia americana passando por um momento difícil, uma produção de 130 milhões de dólares passou a ser uma questão mais delicada do que o normal em Hollywood. Principalmente quando 30% da arrecadação bruta deverão ir para os bolsos dos diretores.

Para complicar toda essa situação, a Dreamworks, estúdio de Steven Spielberg, David Geffen e Stacey Snider, fechou um acordo de 500 milhões de dólares com a companhia indiana Reliance Big Entertainment. Além disso, também conseguiu um empréstimo de mais de 500 milhões de dólares, liberados pela JPMorgan Securities.

Com um bilhão de dólares em crédito, será possível para a Dreamworks se separar da Paramount e voltar a ser um estúdio independente.

A Paramount, que havia adquirido a Dreamworks em 2006 por 1,6 bilhões de dólares, já liberou os executivos e outros funcionários da Dreamworks.

Já existe até a possibilidade, embora neste momento remota, de que a DreamWorks venha a produzir Tintim separadamente, com a distribuição feita por meio de um acordo a ser feito com a Universal.

>> UAU!!! Agora podemos voltar a ficar animados!!!
Compartilhe:

domingo, 21 de setembro de 2008

Entenda por que a Universal saiu do projeto e como ele ficou

Por Marcelo Forlani, do Omelete.

Sim, até Steven Spielberg e Peter Jackson têm problemas para conseguir financiar seus projetos. Na semana passada noticiamos aqui que a Universal tinha pulado fora do grupo que iria co-produzir a trilogia Tintim, adaptação da obra criada pelo quadrinista belga Hergé. Agora surgem mais detalhes do que está realmente acontecendo.

Com apoio financeiro da Paramount, os dois diretores já gastaram 30 milhões de dólares em roteiro, design de personagens e testes iniciais de 3D. O problema é que, de acordo com o LA Times, o projeto ainda não recebeu o sinal verde. O verde que colore as notas de dólar, claro!

O orçamento apresentado por Spielberg e Jackson à Universal era de 130 milhões de dólares e foi essa soma que os afugentou. Segundo o estúdio, o projeto teria que conseguir mais de 425 milhões de dólares para conseguir "zerar" as contas - lembre-se que nem todo o dinheiro das bilheterias fica com o estúdio, já que os donos dos cinemas também levam a sua fatia. Levando em consideração que entre O Expresso Polar, A Lenda de Beowulf e A Casa Monstro, filmes feitos com a mesma tecnologia, os 277 milhões de dólares arrecadados ao redor do mundo pelo primeiro representam o melhor resultado, é fácil entender os motivos que fizeram a Universal sair de fininho. Isso sem contar o fato de os dois premiados cineastas pedirem 30% do que o estúdio ganhar nas vendas de ingressos, DVD, televisão, etc.

Outro ponto negativo, esse mais questionável, é que os livros escritos por Hergé não são tão conhecidos pelo público estadunidense quanto ao redor do mundo. Não que eu duvide que Tintim e Milu sejam mais famosos na Europa, por exemplo. O fato é que os nomes Steven Spielberg e Peter Jackson já garantiriam luzes suficientes para iluminar o projeto e chamar atenção do público médio do país.

Mas o mais bizarro de toda essa pendenga financeira é que a saída da Universal acontece bem na hora em que Spielberg se aproxima do estúdio e se distancia da Paramount, que vem bancando o projeto do Tintim. Recapitulando: há dois anos e meio, Spielberg e seus sócios Jeffrey Katzenberg e David Geffen venderam a DreamWorks para a Paramount. Acontece que o diretor está insatisfeito com os rumos da parceria e está negociando a mudança da sua empresa da Paramount para a Universal. Outra possibilidade, alardeada pelo Hollywood Reporter, é que a DreamWorks receba um aporte de 1 bilhão de dólares, sendo 500 milhões da Reliance Big Entertainment e a outra metade do JPMorgan, o que dariam ao estúdio independência financeira até mesmo para continuar o projeto sozinha.

Tudo isso para dizer que ninguém mais sabe o que vai acontecer com o projeto. No último mês, Spielberg e Jackson mostraram a um grupo de executivos da Paramount uma apresentação de 10 minutos de como o filme seria, material feito pela companhia de efeitos visuais de Jackson, a Weta Digital. Agora, a decisão está nas mãos da Paramount. Se eles decidirem que vão bancar o projeto sozinhos, as filmagens começam em outubro.

Spielberg dirigirá o primeiro filme e Jackson vai fazer o segundo. O primeiro filme deve ficar pronto em 2009. O diretor do terceiro ainda será anunciado.
>> É, tintinófilos! Será que poderemos continuar na esperança?! Espero que tudo corra bem e possamos ir ao cinema em 2009 - ou até em 2010, se for o caso - e ver nosso herói!
Compartilhe:

sábado, 20 de setembro de 2008

Mais detalhes sobre a saída da Universal Studios

Informações do site Cine Click:

Universal, estúdio que iria financiar Tintin, novo projeto de Steven Spielberg (Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal) e Peter Jackson (O Senhor dos Anéis), desistiu da proposta com o argumento que os custos da produção seriam muito altos segundo o jornal Los Angeles Times, desta sexta-feira(19/9).

O orçamento, que fez com que a Universal desistisse, seria de US$ 130 milhões de dólares para o primeiro filme.

Um outro grande problema para o estúdio, de acordo com a publicação, é que os diretores, Spielberg e Jackson, querem ficar com 30% de toda as arrecadações incluindo DVD e bilheteria.

Para a animação 3-D fosse rentável ele teria que arrecadar US$ 425 milhões, o que é bem difícil, pois ele é bastante popular na Europa e nem tanto nos Estados Unidos.

Os diretores já mostraram, no final de agosto, um pedaço do projeto aos executivos da Paramount.

O enredo do primeiro longa, de uma trilogia, contará a história de um galeão antigo, réplica do navio de um antepassado do capitão Haddock, o cavaleiro de Hadoque, que Tintin comprou de presente para o amigo. Uma série de eventos leva à descoberta de que Hadoque enfrentou o pirata Rackham, o Terrível, e a batalha resultou no naufrágio do navio Licorne, com uma carga de tesouros a bordo. Claro que o aventureiro Tintim e seus amigos decidem buscar as três partes do mapa para encontrar o tesouro.
Compartilhe:

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Trilogia mais uma vez em risco

De acordo com o site Omelete, a produção dos três filmes de Tintim está mais uma vez enfrentando problemas. Dessa vez a preocupação vem de uma nota do blog Deadline Hollywood Daily, onde afirma que a Universal decidiu não co-financiar o projeto da DreamWorks.

Segundo o blog, a decisão foi tomada sem alarde há algumas semanas. A saída da Universal não inviabiliza o negócio, apenas aumenta o risco daqueles que continuam dentro: a Paramount (que é dona da DreamWorks), Steven Spielberg e Peter Jackson. A trilogia que mistura live-action com captura de movimento e animação é vista na indústria como uma aposta cara, mas certeira, dada a popularidade de Tintim ao redor do mundo.

O mais curioso disso tudo é que a saída não abalou a crescente aproximação da DreamWorks com a Universal. Há meses Spielberg se mostra insatisfeito com a autoridade da Paramount sobre as decisões da sua companhia e ameaça romper o acordo Paramount-DreamWorks. Segundo o DHD, Spielberg inclusive planeja com o chefão da Universal, Jeff Zucker, a reconstrução dos sets que foram destruídos recentemente em um incêndio.

As filmagens seguem marcadas para começar em outubro. Spielberg dirigirá o primeiro filme e Jackson vai fazer o segundo. O primeiro filme deve ficar pronto em 2009. O diretor do terceiro ainda será anunciado..
Compartilhe:

Novos nomes no elenco da trilogia

De acordo com o site Omelete, Simon Pegg e Nick Frost poderiam integrar o elenco da trilogia Tintim. E os papéis que fariam?! Ninguém menos que os detetives Dupond e Dupont!

Veja parte da nota:

Segundo Leslie Gornstein, do E! Online, a dupla de Todo Mundo Quase Morto e Hot Fuzz, Simon Pegg e Nick Frost, estará em Tintim, adaptação para as telas dos quadrinhos de Hergé.

A colunista afirma que eles viverão gêmeos idênticos [desde quando?!] e que o diretor Steven Spielberg acredita que as pessoas não se importarão com a gritante diferença física entre os dois, já que fazem um par tão divertido.


Como os únicos gêmeos de destaque na série são os atrapalhados detetives Dupont e Dupond, nossa aposta é que esses serão os papéis de Pegg e Frost, caso a informação se confirme. Quanto à diferença, não imaginamos como as pessoas poderiam se incomodar com a contratação, já que o filme será em computação gráfica e os atores apenas emprestarão movimentos e voz às versões computadorizadas dos personagens. Ou será que Spielberg pretende mudar o visual dos policiais para espelhar a diferença?

As aventuras de Tintim serão adaptadas em uma trilogia. Spielberg dirigirá o primeiro, O Segredo do Licorne, e Peter Jackson vai fazer o segundo. O primeiro filme deve ficar pronto em 2009. O diretor do terceiro ainda será anunciado.

>> Comentando:

Não sei quem está mais enganado - o colunista do Omelete ou a colunista do E! Online. Todo fã, ou pelo menos leitor, espectador, de Tintim, deveria saber que Dupond e Dupont não são gêmeos. Não são nem parentes, imagine!

Mas sobre os atores, eu não conheço o trabalho dos dois.. Se forem bons, excelente, mas o que não pode acontecer é querer mudar o design ou até a personalidade dos personagens para o cinema. Confio em Spielberg e espero que ele não permita que uma heresia dessa aconteça!
Compartilhe:

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Nestor, o mordomo de Moulinsart


Este é o retrato típico do mordomo: completamente dedicado ao trabalho, com uma paciência às vezes inacreditável, principalmente quando o Capitão Haddock, o patrão, tem um dos seus famosos ataques de mau humor. O mais divertido é a forma como parece não ficar afectado com nada, nem com o mau humor do Capitão, nem com as tropelias de Milu e do gato do castelo, que têm a mania de correr por todo o lado e fazê-lo tropeçar sem deixar cair a bandeja.

Nestor apareceu pela primeira vez no álbum O Segredo do Licorne, como mordomo dos criminosos Irmãos Pardal, donos originais do castelo de Moulinsart. Quando os irmãos foram presos, foi constatado no julgamento que Nestor não estava sabendo de suas atividades ilegais. Mais tarde, o capitão Haddock reclama a propriedade do castelo, sua por direito de herança, e contrata Nestor como seu mordomo, e ele passa a ser personagem fixo dos álbuns de Tintim.


Discreto e trabalhador, Nestor parece ter só qualidades. É assim que conquista a confiança e o afeto de todos os habitantes do castelo. Em suas últimas aparições, porém, seu personagem é descrito como racista - em As Jóias da Castafiore, por exemplo, ele se mostra hostil aos ciganos.

Curiosidade:

Em Tintim e os Tímpanos, Hergé mostra mais um defeito secreto de Nestor: ele bebe escondido do uísque do patrão, além de escutar conversas alheias por trás das portas. Ou seja, ele não é tão perfeitinho como parece...
Fonte: Wikipédia.
Compartilhe:

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Box Tintim em promoção!

A FNAC está com uma super oferta! Compre o box completo com as três temporadas por apenas R$ 119,00. Além disso, o frete é grátis e você pode parcelar em 3 vezes.
Para fazer a compra, clique aqui.
Compartilhe:

Com a palavra Steven Moffat

Steven Moffat esclarece alguns dos rumores em torno do fato de ele "sair" do projeto da trilogia Tintim, depois que aceitou o trabalho na série Doctor Who. Confira:

Moffat chamou as notícias publicadas há algum tempo de "um pouco enganadoras". Segundo ele, o plano inicial era terminar o roteiro de Tintim antes de entrar nos trabalhos da série de TV. Só que a idéia entrou em conflito direto com a greve dos roteiristas de Hollywood, que terminou em fevereiro deste ano. "A greve só significava que eu era incapaz de terminar o meu trabalho sobre o filme Tintin dados meus novos compromissos", disse o roteirista, que substituiu Russell T Davies como escritor e produtor executivo de Dr. Who.

Moffat, que descreveu a trilogia como um "projeto maravilhoso", afirmando ter "orgulho" em fazer parte dele, disse que Spielberg foi "muito paciente e compreensivo sobre a situação, apesar dos problemas que ela criou". Ele ainda desmente que estaria voltando a bordo na adaptação cinematográfica das aventuras de Tintim...


Fonte: Le Tintin Movie Blog
Compartilhe:

Translate

Veja também

Veja também
Site oficial de Tintim

Arquivo TPT